Prefeitura de São Paulo vai destinar R$ 103 milhões para artistas

Daniel Mello - Repórter da Agência Brasil

A Prefeitura de São Paulo vai destinar R$ 103 milhões para apoiar os artistas da cidade em meio à crise causada pelo novo coronavírus. As medidas para restringir o contágio pela doença atingiram fortemente o setor cultural, com o cancelamento de apresentações e o fechamento de espaços culturais públicos e privados.

Festival nas janelas

Entre as ações de apoio, será criado o festival Janelas de São Paulo, inspirado nas manifestações artísticas feitas na Itália durante o período de quarentena. As apresentações feitas em varandas, sacadas ou janelas serão transmitidas pela internet.

Novos prazos

A prefeitura também adiou o prazo de todas as contratações artísticas do Executivo municipal, fazendo com que os shows impedidos no momento possam ser realizados em outras datas, garantindo o pagamento dos cachês.

A prefeitura administra, através da Secretaria Municipal de Cultura, 11 centros culturais, 18 casas de cultura e oito teatros, além do Theatro Municipal. Fora isso, há ainda a programação que acontece nas bibliotecas e museus.

O calendário de editais será antecipado. A ideia é que os grupos artísticos possam realizar a pesquisa e pré-produção durante o período de quarentena. As chamadas públicas oferecem verbas para os produtores que têm os projetos selecionados.

O prazo do Programa Municipal de Incentivo à Cultura (Promac), que permite o apoio a iniciativas culturais a partir de incentivos fiscais será prorrogado até o dia 27 de maio.