Prefeitura de SP antecipa férias para Educação e estuda creche para filhos de servidores em serviço

LAÍSA DALL'AGNOL
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 30.122019: Prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB). (Foto: Eduardo Knapp/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Os servidores da Secretaria Municipal da Educação terão férias antecipadas a partir da próxima segunda-feira (23), informou nesta quinta (19) o prefeito Bruno Covas (PSDB).

A medida já havia sido determinada para os servidores da Educação do estado no início desta semana, com vigência a partir também de segunda-feira.

O anúncio foi feito durante coletiva do governador João Doria (PSDB) sobre atualização dos número do coronavírus no estado.

Sobre a reclamação das áreas da segurança e da saúde, que pedem o afastamento de servidores acima de 60 anos ou em grupos de risco, Doria afirmou que todos estes profissionais, além dos profissionais da Sabesp, Cetesb e sistema penitenciário, em qualquer idade, deverão continuar trabalhando.

"Evidentemente com as devidas cautelas e com o zelo à sua própria saúde e à saúde de terceiros. Casos especiais serão analisados pelas respectivas chefias. Para aqueles que estão em áreas essenciais, a recomendação é que continuem trabalhando", afirmou.

O prefeito Bruno Covas diz que a medida vale também para os servidores municipais.

"Para a área da saúde e segurança, não será aplicado o que está sendo aplicado aos demais servidores. Estamos tentando criar outras facilidades. A partir de semana que vem, o secretário municipal de Educação está consultando esses profissionais e devemos deixar abertas algumas creches municipais para os filhos dos servidores da área da segurança e da saúde, tanto do município quanto do estado."