Prefeitura de SP concede parques Trianon e Mário Covas para iniciativa privada por 25 anos

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

SÃO PAULO — A Prefeitura de São Paulo concedeu a gestão, operação e manutenção dos parques municipais Trianon e Mário Covas para o Consórcio Borboletas, formado pelas empresas Farah Service e Cidade Matarazzo. A proposta vencedora, de R$ 3,3 milhões, dá o direito de explorar os parques comercialmente por um período de 25 anos. A área adjacente, da Praça Alexandre de Gusmão, também está inclusa no pacote.

Além dos R$ 3,3 milhões, as empresas também vão pagar um valor anual à prefeitura, da chamada "outorga variável", calculada mediante aplicação de uma alíquota de 2,5% sobre a receita bruta da concessionária.

A concessionária passará por um período de transição, segundo a prefeitura. No estágio 1, que durará até 90 dias, a operação dos parques continua sendo responsabilidade da administração m unicipal, mas com o acompanhamento na concessionária. Já no estágio 2, o cenário se inverte e a concessionária assume a operação dos equipamentos com o acompanhamento da prefeitura por 180 dias.

A gestão do prefeito Ricardo Nunes (MDB) informou que o objetivo do projeto é a revitalização desses espaços públicos. Os valores antes destinados às despesas com a operação e manutenção dos parques podem ser direcionados para outros programas e serviços públicos.

Entre melhorias previstas nos espaços estão a reforma da Central de Informação Turística e Administração do o Parque Mário Covas, a implantação de mobiliário, sinalização e comunicação visual. Já no Parque Trianon, a concessionária deverá, entre outras questões, reformar os playgrounds e garantir a acessibilidade interna.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos