Prefeitura de SP entregará R$ 387 em vale-uniforme, mas não diz quando aulas presenciais voltam

ISABELA PALHARES
·2 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Ainda sem previsão de retorno das aulas presenciais, o prefeito Bruno Covas (PSDB) anunciou que vai entregar um vale de R$ 387,10 a cada aluno da rede municipal de ensino para a compra de uniformes escolares. A decisão de fornecer o recurso diretamente às famílias acontece após anos de problemas na entrega das roupas. O crédito será liberado para as famílias dos cerca de 650 mil alunos a partir de 18 de janeiro. Apesar de o início do ano letivo estar agendado para 4 de fevereiro, o prefeito não informou se as aulas presenciais serão retomadas nesta data. No início deste ano, a prefeitura já havia dado um cartão de R$ 215 para as famílias comprarem os uniformes. A medida, no entanto, foi adotada de forma emergencial depois de todas as 20 empresas que participavam para o fornecimento das roupas serem desclassificadas. "As escolas estão preparadas, organizadas, todos os materiais necessários para o retorno já foram adquiridos. Mas dependemos da avaliação da área da saúde", disse Bruno Caetano, secretário municipal de Educação. A entrega do vale para a compra de uniformes já havia sido aprovada em lei no fim de janeiro deste ano. Segundo a prefeitura, serão distribuídos R$ 373 milhões para as famílias. Covas afirmou que a medida irá estimular o comércio local dos bairros, contribuindo para reduzir os impactos da crise financeira da pandemia de Covid-19. Segundo ele, com a entrega do cartão merenda neste ano foi verificado que a maior parte dos consumos são feitos em estabelecimentos de bairro. "É uma ação importante em um momento em que falamos sobre a importância do reaquecimento da economia. Uma compra que antes fazíamos de forma centralizada, com uma única empresa contratada, agora pode ativar o comércio local de vários bairros da cidade", disse Covas. Além do vale para os uniformes, a prefeitura também vai distribuir para as famílias um auxílio para a compra de material escolar. Os valores variam de R$ 33,40 a R$ 122,10, de acordo com a etapa do ensino em que o aluno estiver matriculado. Esse benefício também será entregue às crianças da educação infantil, chegando portanto a 1,08 milhão de estudantes.