Prefeitura de SP recomenda ensacar lixo com dois sacos resistentes

Bruno Bocchini - Repórter da Agência Brasil

A prefeitura de São Paulo apresentou neste final de semana um plano de contingência de gestão de resíduos sólidos para o município. Uma das medidas recomendadas pela administração municipal, para o período de quarentena, é reforçar os sacos de lixo domiciliar para proteger os agentes de coleta de contato com material contaminado com o coronavírus.

“Quanto ao descarte do resíduo domiciliar, uma das recomendações durante o período de quarentena é reforçar os sacos de lixo. Os materiais deverão ser ensacados 2 (duas) vezes em sacos resistentes, descartáveis e com enchimento de até dois terços da sua capacidade. A medida busca evitar o contato dos coletores com possíveis resíduos contaminados”, diz comunicado da prefeitura.

Segundo a prefeitura, os serviços de limpeza urbana continuam funcionando normalmente hoje. No entanto, caso seja decretado isolamento social generalizado, comprometendo parte das equipes do setor, será priorizada a coleta de resíduos comuns domiciliares e dos resíduos hospitalares.

“Nesse cenário, haverá reforço na frota de veículos de saúde e a coleta dos resíduos domiciliares comuns poderá atrasar até três horas depois do horário programado devido ao reajuste nos horários de entrada dos coletores”.