Premiê britânico diz que vai tomar vacina da Oxford/AstraZeneca em breve

·1 minuto de leitura
Primeiro-ministro britânico, Boris Johnson

LONDRES (Reuters) - O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, disse na quarta-feira que vai se vacinar com o imunizante da Oxford/AstraZeneca em breve, expressando sua confiança na vacina que foi suspensa em outros países europeus após relatos de coágulos sanguíneos em pacientes.

Vários países da União Europeia suspenderam o uso da vacina, desenvolvida pela Universidade de Oxford e AstraZeneca, mas o regulador britânico disse que não há evidências de uma relação entre os relatos de eventos tromboembólicos e a vacina.

Questionado se os países europeus desconsideraram as evidências científicas, Johnson disse: "O melhor que posso dizer sobre o programa de vacinação da Oxford/AstraZeneca é que finalmente recebi a notícia de que terei minha injeção ... muito, muito em breve. "

"Certamente será da Oxford/AstraZeneca [a vacina] que tomarei", disse Johnson ao parlamento.

(Reportagem de Sarah Young and Paul Sandle; redação de Alistair Smout, edição de Elizabeth Piper)