Premiê canadense enfrenta polêmica por cantar música do Queen na véspera de funeral da rainha

Justin Trudeau cantando
Justin Trudeau cantando

A equipe de Justin Trudeau defendeu o primeiro-ministro canadense depois que ele foi filmado cantando ao lado de um piano em um hotel de Londres, dois dias antes do funeral da rainha Elizabeth 2ª.

Em um vídeo compartilhado nas redes sociais, o primeiro-ministro é visto cantando Bohemian Rhapsody, da banda de rock britânica Queen.

A rainha era a chefe de Estado do Canadá e Trudeau designou o dia 19 de setembro como dia nacional de luto no Canadá.

Críticos acusaram o primeiro-ministro de falta de respeito - mas outros o defenderam.

O vídeo foi compartilhado nas mídias sociais, mas enquanto um porta-voz do primeiro-ministro confirmou que era genuíno, não está claro quem o filmou.

Foi feita no hotel Corinthia, onde a delegação canadense estava hospedada, na noite de sábado, 17 de setembro.

Trudeau é visto vestindo uma camiseta, apoiado em um piano, enquanto Gregory Charles, um músico de Quebec e ganhador da Ordem do Canadá, toca Bohemian Rhapsody.

Charles disse ao jornal canadense Globe and Mail que o grupo cantou com ele por duas horas e que foi "muito divertido", lembrando-o dos funerais caribenhos ao misturar momentos sombrios com aqueles que celebram a vida.

Mas o vídeo atraiu críticas de alguns comentaristas canadenses e internautas.

"Embaraçoso não é suficiente para descrever", escreveu Andrew Coyne, colunista do Globe and Mail, no Twitter. "Ele é o primeiro-ministro, em um lugar público, às vésperas do funeral da rainha. E é assim que ele se comporta?"

"Ele é o primeiro-ministro canadense representando o Canadá em uma semana de luto pela rainha. Nossa chefe de Estado", disse Vivian Bercovici, ex-embaixadora canadense em Israel.

No entanto, outros disseram que a questão foi exagerada.

Emmett Macfarlane, professor associado de ciência política da Universidade de Waterloo, Ontário, escreveu no Twitter: "Ele está... cantando. De todas as coisas embaraçosas que Justin Trudeau disse e fez, essa não entra na lista".

"Depois do jantar no sábado, o primeiro-ministro se juntou a uma pequena reunião com membros da delegação canadense, que se reuniram para prestar homenagem à vida e ao serviço de Sua Majestade", disse um porta-voz de Trudeau.

"Gregory Charles, um renomado músico de Quebec e ganhador da Ordem do Canadá, tocou piano no saguão do hotel, o que resultou na adesão de alguns membros da delegação, incluindo o primeiro-ministro."

O porta-voz destacou que "o primeiro-ministro participou de várias atividades para prestar seus respeitos à rainha".

Alguns tiveram uma visão despreocupada da questão.

O jornalista musical Adam Feibel brincou: "Não acho que Justin Trudeau cantando Bohemian Rhapsody tenha sido desrespeitoso com a rainha (queen, em inglês), mas sei o suficiente sobre karaokê para assumir que foi desrespeitoso com o (grupo) Queen".

Sabia que a BBC está também no Telegram? Inscreva-se no canal.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!