Premiê de Cingapura alerta para risco de erro de cálculo em meio a tensão entre EUA e China

Primeiro-ministro de Cingapura, Lee Hsien Loong

Por Chen Lin

CINGAPURA (Reuters) - O primeiro-ministro de Cingapura, Lee Hsien Loong, alertou nesta segunda-feira para a possibilidade de erros de cálculo nas tensões no Estreito de Taiwan, as quais, segundo ele, não devem diminuir em breve em meio a profundas suspeitas e contato limitado entre os Estados Unidos e a China.

Em um discurso televisionado antes do dia nacional da cidade-Estado na terça-feira, Lee disse que Cingapura será atingida por essa intensa rivalidade e tensão na região, que deve se preparar para um futuro menos pacífico e estável do que agora.

"A nossa volta, uma tempestade está se formando. As relações EUA-China estão piorando, com questões complicadas, suspeitas profundas e contato limitado", afirmou Lee.

"É improvável que isso melhore tão cedo. Além disso, erros de cálculo ou contratempos podem facilmente tornar as coisas muito piores."

Lee disse que os desafios econômicos são mais imediatos e que as perspectivas de Cingapura "embaçaram consideravelmente", acrescentando que o governo lançará mais medidas nos próximos meses para ajudar as pessoas a lidar com o aumento dos preços.

A inflação de Cingapura atingiu nível mais alto em mais de uma década nos últimos meses, e seu banco central apertou a política monetária em 14 de julho em um movimento fora do ciclo para lidar com a pressão dos custos.