Premiê da Alemanha, sob pressão sobre tanques para a Ucrânia, diz que coordenará armas com aliados

PARIS (Reuters) - O primeiro-ministro alemão, Olaf Scholz, sob pressão para permitir o envio de tanques de fabricação alemã para a Ucrânia, disse neste domingo que futuras decisões sobre entregas de armas serão tomadas em coordenação com aliados, incluindo os Estados Unidos.

Scholz, quando questionado em uma entrevista coletiva de imprensa sobre o fornecimento de tanques para a Ucrânia, disse que todas as entregas de armas à Ucrânia até agora ocorreram em estreita coordenação com parceiros ocidentais.

"Faremos isso no futuro", disse ele.

(Reportagem de Andreas Rinke)