Premiê esloveno irrita políticos europeus ao celebrar antecipadamente vitória de Trump

ANA ESTELA DE SOUSA PINTO
·1 minuto de leitura

BRUXELAS, BÉLGICA (FOLHAPRESS) - O primeiro-ministro esloveno, Janez Jana, irritou políticos europeus ao cumprimentar Donald Trump por uma suposta vitória nas eleições presidenciais dos Estados Unidos antes do final da contagem de votos, na manhã desta quarta (4). Jansa escreveu em sua rede social, por volta das 10h30 (6h30 no Brasil), que era "bastante claro que os americanos elegeram Donald Trump e Mike Pence por mais quatro anos". "Quanto mais atrasos e negativas, maior o triunfo final do presidente. Parabéns ao Partido Republicano pelos bons resultados em todos os Estados Unidos", escreveu Jansa. O Twitter marcou a mensagem com um alerta de que ainda não há resultado oficial na eleição dos EUA. A Comissão Europeia (Poder Executivo da União Europeia), que tem uma política de combate à desinformação, foi questionada sobre a mensagem, mas não quis comentar a declaração do premiê esloveno. "Enquanto aguardamos o resultado das eleições, a UE continua pronta para continuar a construir uma forte parceria transatlântica, com base em nossos valores e história comuns", disse o vice-presidente da UE, Josep Borrell, alto representante para Relações Exteriores. Eurodeputados, porém, disseram que Estados-membros da UE não deveriam aderir ao "manual profundamente antidemocrático e injustificado sobre as eleições" de Trump. "A União Europeia, com todos os Estados-Membros, tem o dever de mostrar respeito por cada voto. Ponto final", escreveu a alemã Nicola Beer, do grupo de centro-direita Renova Europa.