Premiê italiano Draghi e esposa recebem vacina contra Covid-19 da AstraZeneca

·1 minuto de leitura
Primeiro-ministro da Itália, Mario Draghi, durante entrevista coletiva em Roma

ROMA (Reuters) - O primeiro-ministro da Itália, Mario Draghi, e sua esposa, Maria Serenella Cappello, receberam suas primeiras doses da vacina contra Covid-19 da AstraZeneca nesta terça-feira, e o país se esforça para intensificar sua campanha de vacinação.

A Itália foi um de vários países europeus que suspenderam o uso da vacina da AstraZeneca na esteira de cerca de 30 relatos de coágulos sanguíneos cerebrais raros em pessoas que foram vacinadas recentemente.

A maioria dos países voltou a administrá-la depois que a agência reguladora de medicamentos da União Europeia disse que os benefícios superam os riscos.

Draghi e a esposa, ambos de 73 anos, receberam suas doses em um grande centro de vacinação montado na principal estação de trens de Roma, disse o gabinete do premiê em um comunicado curto.

De acordo com os dados mais recentes, a Itália, que tem uma população de cerca de 60 milhões de habitantes, já vacinou totalmente 3,04 milhões de pessoas, e outras 3,6 milhões receberam somente a primeira dose.

O país está administrando cerca de 250 mil vacinas por dia, mas Draghi disse que este número dobrará em abril.

(Por Crispian Balmer)