Presa em SP dupla que sequestrava arquitetos para roubá-los usando o Pix

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Duas pessoas suspeitas de sequestrar e roubar arquitetos foram presas nesta quinta-feira (14) em São Paulo. As detenções ocorreram em Parada de Taipas, na zona norte.

Segundo a Polícia Civil, os detidos são um homem e uma mulher integrantes de uma quadrilha especializada em atacar os profissionais da construção civil. Contra a dupla existia mandados de prisão expedidos pela Justiça.

Ao menos seis casos de sequestros contra arquitetos já foram identificados, todos na capital. No entanto, a Polícia Civil diz acreditar que o número de vítimas possa ser maior.

Conforme as apurações da 2ª Delegacia de Investigações sobre Fraudes contra Instituições Financeiras, as vítimas eram contatadas com a proposta de contratação para a reforma de um imóvel. O ataque ocorria quando o profissional se apresentava no local indicado para realizar o orçamento.

Os crimes ocorreram em regiões como Parada de Taipas e Perus.

Segundo o delegado André Junji, da 2° Delegacia da Divisão de Crimes Cibernéticos, os criminosos acessavam aplicativos financeiros e transferiram valores por meio do Pix.

O delegado disse que os criminosos não agrediram fisicamente as vítimas, mas faziam terror psicológico. "Eles eram muito agressivos na forma de falar, ameaçando a todo momento".

Um terceiro suspeito, que já tem passagem na polícia por tráfico, continua foragido. Também há mandado de prisão contra ele por participação nos crimes contra os arquitetos.

Os policiais também cumpriram quatro mandados de busca e apreensão. Foram recolhidos nove aparelhos de telefone celular, que passarão por análises. As apurações prosseguem para identificar outros integrantes da quadrilha.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos