Presença de desembargador do Rio em comitiva de Bolsonaro em Dubai é questionada nas redes sociais

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Uma foto do desembargador Marcelo Buhatem, do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ), em um encontro da comitiva do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), em Dubai, gerou uma série de questionamentos nas redes sociais. O TJ-RJ é onde tramitava o caso das "rachadinhas" envolvendo o senador Flávio Bolsonaro, filho do presidente — o que levou internautas a associarem o desembargador ao caso.

Porém, Buhatem não atua no Órgão Especial do TJ do Rio, onde estava a ação contra Flávio sob relatoria do desembargador Milton Fernandes de Souza, segundo informou o tribunal. O processo sigiloso contra o senador que tramita no TJ-RJ está ainda suspenso por conta de decisões de tribunais superiores.

Marcelo Buhatem, que também é presidente da Associação Nacional dos Desembargadores (Andes), se manifestou através de nota sobre os questionamentos acerca de sua presença na comitiva com Bolsonaro.

O desembargador afirmou que já estava em Dubai "de férias" e não usou dinheiro público na viagem "nem da ANDES ou tampouco avião do governo". Buhatem teria sido convidado para participar da comitiva por já estar na cidade dos Emirados Árabes, segundo informou na nota.

Na imagem publicada pelo deputado Hélio Lopes (PSL-RJ), Marcelo Buhatem aparece em almoço com Bolsonaro; o chefe de gabinete do presidente, Célio Faria Júnior; o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, Augusto Heleno; a ministra da Agricultura Teresa Cristina; e o ex-senador Magno Malta.

Bolsonaro chegou no sábado a Dubai, e nesta quarta-feira segue com sua comitiva para para Doha, no Catar, último destino de sua viagem ao Oriente Médio.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos