Presidente argelino ordena a libertação de cem manifestantes presos

·1 minuto de leitura
Manifestação contra o governo, 26 de março de 2021 em Argel

O presidente argelino, Abdelmadjid Tebboune, ordenou a libertação de 101 pessoas presas por convocar ou participar de manifestações do movimento de protesto Hirak, de acordo com um comunicado presidencial divulgado nesta quarta-feira (14) à noite.

Esse gesto se soma à libertação decretada no início do mês de outros 18 presos também por sua relação com esse movimento.

A maioria deles eram jovens detidos nas semanas que antecederam as eleições legislativas de 12 de junho.

Antes do anúncio da libertação dessas cem pessoas, o Comitê Nacional para a Libertação dos Detidos contava cerca de 300 pessoas na prisão por atos relacionados ao Hirak ou às liberdades individuais.

Hirak é um movimento pacífico sem uma liderança definida que nasceu em fevereiro de 2019 da rejeição popular a um quinto mandato presidencial de Abdelaziz Buteflika e reivindica uma mudança radical do sistema de governo na Argélia.

abh/fjb/dbh/ap

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos