Presidente argentino anuncia que testou positivo para a Covid-19

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O presidente argentino, Alberto Fernández, anunciou neste sábado (3) que testou positivo para a Covid-19 em um exame realizado após sentir sintomas compatíveis com a doença. "Depois de apresentar um recorde de febre de 37,3º e uma leve dor de cabeça, fiz um teste de antígeno que deu positivo", afirmou Fernández por meio de sua conta no Twitter. Ele disse que aguarda o resultado de um exame PCR para confirmar que a doença está em andamento. O presidente disse que está fisicamente bem e, embora preferisse terminar o seu aniversário sem essa notícia, está de bom humor. Fernández completou 62 anos nesta sexta-feira (2). "Agradeço de alma as tantas expressões de afeto lembrando o meu nascimento", afirmou. Fernández foi o primeiro mandatário a receber a imunização contra o coronavírus na América Latina. Ele tomou no dia 21 de janeiro a primeira dose da vacina russa Sputnik V, no hospital Posadas, em Buenos Aires. Depois de tomar a vacina, usando máscara, o presidente argentino publicou no Twitter um agradecimento ao Instituto Gamaleya, "àqueles que trabalharam para que a vacina chegue a nós e a todo o pessoal de saúde por seu enorme compromisso". Vamos nos vacinar", escreveu. Após anunciar o exame positivo para Covid-19, ele pediu para a população seguir as recomendações de segurança contra o coronavírus. "É claro que a pandemia não passou e devemos continuar a cuidar de nós mesmos", afirmou. A Covid-19 já matou mais de 56 mil argentinos. Cerca de 682.868 argentinos foram vacinados até o momento, com prioridade para idosos e profissionais de saúde.