Presidente argentino propõe doar salários para reparar danos por festa

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
O presidente argentino, Alberto Fernandez, e ssua esposa, Fabiola Yanez, em Lima, Peru, 28 de julho de 2021 (AFP/Janine Costa)
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O presidente da Argentina, Alberto Fernández, ofereceu nesta quinta-feira a doação de dois salários a um instituto de pesquisa científica como reparação por um eventual dano causado pelo jantar de aniversário da primeira-dama em 2020, organizado durante o confinamento decretado por conta da pandemia.

O beneficiário da doação será o renomado Instituto Malbrán de pesquisa bacteriológica e centro de elaboração de vacinas e soros, informa o comunicado da presidência.

Fernández, professor universitário de direito penal, "apresentou-se à Justiça por direito próprio e sem advogado, com o objetivo de propor a reparação do potencial dano causado, oferecendo-se para depositar por quatro meses consecutivos metade de seu salário ao Instituto Malbrán”, diz o texto.

A publicação há duas semanas de uma foto tirada em 14 de julho de 2020 durante o jantar de aniversário que a primeira-dama, Fabiola Yañez, ofereceu para uma dezena de convidados na residência oficial de Olivos gerou uma enxurrada de críticas entre apoiadores e opositores. A comemoração ocorreu quando os argentinos cumpriam uma estrita quarentena.

Após a publicação da foto, Fernández pediu desculpas pela celebração, que qualificou de "um erro" ocorrido em meio ao turbilhão de atividades e reuniões na residência de Olivos, onde o governo instalou seu centro de operações durante a pandemia.

Uma fundação opositora denunciou o presidente por suposta violação da quarentena, perante o juiz Sebastián Cassanello, que deve analisar se aceita a reparação oferecida por Fernández. Fabiola Yañez e seus convidados também foram denunciados.

Um total de 111.117 pessoas morreram e mais de 5,1 milhões já contraíram o novo coronavírus desde o início da pandemia na Argentina, segundo dados oficiais desta quinta-feira.

ls/nn/lda/lb

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos