Presidente de Assembleia do RJ, Picciani vai retirar tumor na terça

NICOLA PAMPLONA

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - O presidente da Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro), Jorge Picciani, passará por uma cirurgia na próxima terça (11) para a retirada de um tumor na bexiga.

Picciani já teve um câncer no órgão, descoberto em 2010. Esta semana, exames médicos diagnosticaram novo tumor.

"Seu médico, o oncologista Luiz Carlos Villas Boas, acredita que será um procedimento relativamente simples através de videolaparoscopia, com duração média de quatro horas", informou a assessoria de imprensa da Alerj.

O tempo de licença para recuperação será definido após a biópsia que será feita após a cirurgia.

Picciani vem atuando como fiador do governador Luiz Fernando Pezão (PMDB) na Assembleia, articulando com a base para aprovar propostas de interesse do Executivo, sobretudo relacionadas à crise do Estado.

Na semana passada, foi alvo de condução coercitiva pela Operação Quinto de Ouro, que investiga esquema de corrupção no Tribunal de Contas do Estado do Rio.

Durante sua licença para tratamento do tumor, o segundo vice-presidente da Casa, deputado André Ceciliano (PT) deve assumir a presidência da Casa, já que o substituto imediato, Wagner Montes (PRB), está de licença médica.