Presidente boliviano não participará de Cúpula nos EUA se outros países forem excluídos

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Presidente da Bolívia, Luis Arce, durante visita a Buenos Aires
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

LA PAZ (Reuters) - O presidente boliviano, Luis Arce, anunciou que não participará da Cúpula das Américas no próximo mês nos Estados Unidos se Cuba, Nicarágua e Venezuela forem excluídos da reunião.

A posição de Arce reflete a do presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador, que disse na terça-feira que não participaria da cúpula de 6 a 10 de junho, em Los Angeles, na Califórnia, se os três países não fossem convidados.

“Uma Cúpula das Américas que exclui países americanos não será uma Cúpula das Américas completa, e se a exclusão das nações irmãs persistir, não participarei dela”, disse o socialista Arce, em uma publicação na sua conta de Twitter no fim de terça-feira.

Questionado sobre Arce se juntando às preocupações de López Obrador sobre a lista de convidados da cúpula, uma autoridade da Casa Branca disse, sob anonimato, que Washington estava em contato próximo com muitos países da região.

A porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki, disse a repórteres na terça-feira que uma decisão final sobre os convidados ainda não havia sido tomada.

Além disso, o presidente Jair Bolsonaro não deve viajar à cúpula, de acordo com fontes brasileiros com conhecimento do assunto, embora o seu motivo não esteja claro.

(Reportagem de Danny Ramos; Reportagem adicional de Matt Spetalnick, em Washington)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos