Hollande faz apelo para expulsar o nacionalismo nas eleições

Paris, 28 abr (EFE).- O chefe de Estado francês, o socialista François Hollande, fez nesta sexta-feira um apelo para expulsar o nacionalismo em relação ao segundo turno das eleições presidenciais do dia 7 de maio, no qual se enfrentam a ultradireitista Marine Le Pen e o social liberal Emmanuel Macron, para quem pediu o voto.

Hollande, em visita a Belle-Ile, na Bretanha (noroeste do país, fez uma parábola para se referir à situação política, sem citar diretamente os candidatos ao Palácio do Eliseu.

"Deve-se expulsar os ventos ruins. Deve-se ir mar adentro, sem nunca se encerrar", disse.

Hollande considerou que os ventos ruins "são sempre os mesmos, os ventos do nacionalismo, os ventos da retirada em ordem de tropas, os ventos do medo. Para isso, deve-se aceitar se abrir, ir mar adentro".

O chefe de estado acrescentou que isso não significa aceitar tudo, senão que significa ao contrário, poder "analisar a sorte do mundo, o futuro de Europa, para decidir o futuro da França. Não é voltar a um passado que nunca existiu". EFE