Presidente da ASICS na América Latina teve reunião que 'caiu em seu colo'

Seja na vida acadêmica ou na profissional, todo mundo já passou por uma situação em foi pego de surpresa e precisou realizar uma apresentação de maneira inesperada. Com Alexandre Fiorati, presidente da ASICS na América Latina, não foi diferente. O executivo trabalhava em outra companhia quando descobriu que teria que cobrir um colega durante uma apresentação para para o board da empresa, na Alemanha.

“A gente estava em um grupo multifuncional e multicultural, de vários países, fazendo um trabalho sobre as sinergias e os ganhos regionais na América Latina”. relembra. “Algumas pessoas iam apresentar e eu era um dos executivos que havia participado de todo o trabalho, mas não precisaria fazer essa parte”.

Na noite anterior à reunião, um dos colegas que faria a apresentação adoeceu. “Foi o famoso ‘agora vai você, entra aí para resolver o jogo’. E aí você usa a sua flexibilidade para conseguir fazer isso e evitar o problema”, brinca Fiorati. “Não acho que é exatamente um perrengue, mas é algo não planejado”.

Presidente da ASICS precisou assumir reunião pois colega adoeceu
Presidente da ASICS precisou assumir reunião pois colega adoeceu

“Mudamos a forma de falar com o consumidor”, diz presidente da ASICS

A Asics, líder mundial no segmento de tênis de alta performance para corrida, reformulou a maneira de se comunicar com os consumidores. Durante a pandemia, momento em que a maioria das pessoas deixou de sair de casa para praticar atividades físicas, a empresa precisou encontrar outras formas de se fazer presente. “Para nós, que sempre tivemos e temos ainda hoje um circuito de meia maratona, um dos principais impactos foi a falta de eventos esportivos”, conta Alexandre Fiorati, presidente da ASICS na América Latina.

A marca esportiva teve que adiar, por exemplo, a comemoração de 10 anos do Asics Golden Run, evento de corrida de rua mais famoso da companhia no país, para o ano seguinte. “Isso é um impacto. Impactou o relacionamento com o consumidor naquele momento e a gente teve que conversar com ele de uma outra forma”, revela o executivo.