Presidente da Assembleia de AL depõe à PF por suspeita de compra de votos

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O presidente da Assembleia Legislativa de Alagoas, Marcelo Victor (MDB), prestou depoimento nesta sexta-feira (30) após ser abordado pela Polícia Federal portando uma mala de dinheiro.

A suspeita da PF é que os valores seriam utilizados para compra de voto.

O deputado, acompanhado de um assessor, estava em um hotel em Maceió. Durante a averiguação da PF, foi encontrada uma mala com cerca de R$ 145 mil e material de campanha, segundo apurou a reportagem.

Victor é candidato a deputado estadual em Alagoas e aliado da família Calheiros, do senador Renan Calheiros e do ex-governador alagoano Renan Filho, ambos do MDB.

Renan Filho é candidato ao Senado neste ano.

A reportagem apurou que, durante a abordagem, um assessor do deputado, identificado pela PF como policial militar, reagiu e saiu correndo com a mala. O assessor chegou a sacar uma arma durante a ação.

O depoimento de Victor tem como finalidade entender o motivo do dinheiro apreendido.

Um inquérito deve ser aberto para apurar o caso.

A reportagem procurou a defesa de Marcelo Victor, mas ainda não obteve resposta.