Presidente da Câmara e ministros do governo lamentam morte de Bruno Covas: ‘Jovem talento na política’

·2 minuto de leitura

BRASÍLIA — O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), lamentou a morte do prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB) que foi anunciada na manhã deste domingo. O parlamentar lembrou que trabalhou com Covas na Câmara e o chamou de “jovem talento na política”.

“Lamento profundamente o falecimento do prefeito de São Paulo, um jovem talento na política, que travou com coragem e otimismo uma árdua batalha. Como deputado federal, foi meu colega na Comissão de Constituição e Justiça, em 2015, com quem tive a honra de trabalhar” — disse em uma rede social.

Lira ainda elogiou a atuação de Covas durante a pandemia à frente da prefeitura.

“Admiro a forma aguerrida como conduziu a pandemia na maior cidade do País e como fez sua campanha de eleição para a prefeitura. Meus sentimentos aos familiares, amigos e em especial ao seu filho Tomás”.

O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, escreveu em uma ree social que o prefeito era inteligente e deixou um legado para a cidade de São Paulo e para o Brasil.

"Quero abraçar a família do prefeito Bruno Covas, que faleceu hoje, meu amigo, bem humorado, inteligente, possuidor de espírito público. Deixou legado de trabalho e de amor a São Paulo e ao Pais. Descanse em paz".

Já Fábio Faria, ministro das Comunicações, desejou força para os amigos e familiares do prefeito.

"Triste notícia do falecimento do prefeito Bruno Covas, meu colega de Câmara dos Deputados. Que Deus o receba e conforte os familiares e amigos neste momento de dor".

Parlamentares também lamentam

Da família do presidente Jair Bolsonaro o primeiro a se pronunciar foi o senador Flavio Bolsonaro. Rede social, o senador escreveu: "Sua postura à frente da maior cidade do Brasil, com dedicação absoluta até o último minuto que pôde, serve de inspiração a todos na vida pública. Que Deus o tenha e conforte a família."

Em nota, o ex-presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP) também lamentou a morte do prefeito. O senador afirmou que Covas lutou “até o último instante” e elogiou o caráter do político.

“Muito triste com a partida do prefeito Bruno Covas (PSDB -SP). Lutou com bravura e destemor até o último instante. Das vezes em que estivemos juntos, guardo a melhor impressão dos gestos de homem público forte, decente e de muito caráter. Que Deus o receba em sua morada e dê força e entendimento aos que ficam, sobretudo aos familiares, especialmente ao seu filho Tomás. Perdemos um homem de valor e a cidade de São Paulo perde um político de princípios”.