Presidente da CBF nega que esteja negociando com novo técnico para a seleção brasileira

A CBF divulgou uma nota agora há pouco para desmentir qualquer rumor de que está negociando a contratação de um novo técnico para a seleção brasileira. Segundo o comunicado, o presidente Ednaldo Rodrigues, “desde a data que assumiu o cargo, jamais tratou com qualquer dirigente do futebol do futuro comando técnico da seleção brasileira após a Copa do Mundo”. De acordo com Ednaldo, a sucessão de Tite só será tratada a partir de janeiro.

O assunto voltou à tona nesta quinta-feira após um dos vice-presidente da CBF, Francisco Novelletto ter dito em entrevista à Rádio Grenal, do Rio Grande do Sul, que o treinador espanhol Pep Guardiola teria sido sondado há três anos para assumir a seleção.

O comunicado da CBF diz ainda que a sucessão de Tite, que informou no início do ano que deixará o comanda da seleção após a Copa, não foi tratada “com qualquer vice-presidente da entidade, presidente de federação, dirigente de clube ou familiar”. E que “o presidente reitera que a entidade está focada 100 % na conquista do hexacampeonato, sob o comando do técnico Tite”.

— Qualquer notícia em contrário é mentira. Não sei o intuito de fazerem isso. Essa questão só será tratada em janeiro — disse o presidente da CBF.