Presidente da CBF se esquiva sobre proibição de cerveja no Catar

O presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, não quis se comprometer com opiniões sobre a proibição de cerveja no Catar poucos dias antes da abertura da Copa do Mundo. Em entrevista no Grand Hamad Stadium, onde a seleção fez seu primeiro treinamento em Doha, Ednaldo afirmou que é preciso respeitar a cultura do Catar.

LEIA: Copa começa com seleção renovada sonhando com o hexa e Catar enfrentando polêmicas Panorama: Por que a CBF só irá negociar com novo técnico da seleção depois da Copa do Mundo

— Estamos focados somente para dentro de campo, exclusivamente. Essas outras bandeiras a gente respeita todas, os posicionamentos. É um outro país e temos que respeitar a cultura. A gente respeita todas as reivindicações, todas as bandeiras, mas a CBF está focada somente em se manifestar sobre o futebol — disse.

Ednaldo também foi questionado sobre a sucessão de Tite. Porém, o presidente da CBF voltou a dizer que só tratará desse assunto em janeiro:

— Todo o assunto é futebol. A comissão técnica, Tite, os atletas, todos estão focados no futebol. Esse assunto não entra nem na seleção. É um assunto que já falei antes, deve ser a quadragésima vez (que fala). A gente só fala a partir de janeiro sobre esse assunto.