Presidente da Comissão de Direito Eleitoral da OAB-SP renuncia por ver conservadorismo da atual gestão

·1 minuto de leitura
*ARQUIVO* SAO PAULO/ SP, BRASIL, 24-11-2019: Helio Silveira (e), advogado e jose Genoino no Jantar em homenagem aos juristas Celso Antonio Bandeira de Mello e Weida Zancaner.   (Foto: Zanone Fraissat/Folhapress)
*ARQUIVO* SAO PAULO/ SP, BRASIL, 24-11-2019: Helio Silveira (e), advogado e jose Genoino no Jantar em homenagem aos juristas Celso Antonio Bandeira de Mello e Weida Zancaner. (Foto: Zanone Fraissat/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Helio Silveira, presidente da Comissão de Direito Eleitoral da maior seção da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), a de São Paulo, e Maira Recchia, secretária-geral da mesma comissão e coordenadora-geral do Observatório das Candidaturas Femininas, enviaram nesta quarta-feira (13) carta-renúncia ao presidente da entidade, Caio Augusto Silva dos Santos.

Os advogados dizem que a motivação de suas saídas foi o crescente conservadorismo da atual gestão da OAB-SP, que tentará a reeleição em novembro.

Silveira diz que defendia uma "radicalização" na entidade em defesa de candidaturas femininas e iria indicar Recchia para substituí-lo, mas afirma que ela não teve seu nome indicado ao Conselho. "Nosso trabalho foi intenso e não tenho pretensão de permanecer na medida em que ele corre risco", diz.

A advogada Maira Recchia diz que a "própria construção das correlações de força" dentro da gestão a levaram a renunciar. "Sempre participei ativamente, defendi pluralidade, o estado democrático, a inserção de mulheres e de repente isso já não cabia mais no projeto da atual gestão", afirma. "Algumas pessoas da ala progressista não tiveram espaço, houve diminuição de espaco progressista dentro da gestão e me preocupei. Tenho total apreço ao presidente Caio, mas uma andorinha só nao faz verão."

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos