Presidente da Conmebol acha 'muito difícil' Mundial de Clubes em 2020: 'tem coisas mais importantes'

Alejandro Domínguez, presidente da Conmebol

Alejandro Domínguez, presidente da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol), afirmou nesta quinta-feira que será "muito difícil" que o Mundial de Clubes aconteça este ano.

— Seria deixado para outra época porque há outras coisas mais importantes, e todas as competições da FIFA estão sendo adiadas para o próximo ano — disse Domínguez em entrevista à radio La Red após a reunião do conselho da Comebol realizada por teleconferência nesta manhã.

Sobre a Libertadores e o início das Eliminatórias sul-americanas, o presidente afirmou que a bola só voltará a rolar quando houver liberação total das autoridades sanitárias de cada país do continente.

— O Conselho da Conmebol reuniu-se hoje por videoconferência e analisou os possíveis cenários do futebol continental nos próximos meses, concordando em retomar as competições quando as condições sanitárias o permitirem — comunicou a entidade.

Antes da reunião, a Conmebol trabalhava com a previsão de retorno das eliminatórias em setembro, e confirmava que a Libertadores seria disputada ainda neste ano.