Presidente da CPI adia depoimento de Pazuello e tenta remarcar o de Teich

·1 minuto de leitura
***FOTO DE ARQUIVO*** BRASÍLIA, DF, BRASIL, 15-03-2021, 16h30: Ministro Eduardo Pazuello concede entrevista, após rumores de sua saída. (Foto: Raul Spinassé/Folhapress)
***FOTO DE ARQUIVO*** BRASÍLIA, DF, BRASIL, 15-03-2021, 16h30: Ministro Eduardo Pazuello concede entrevista, após rumores de sua saída. (Foto: Raul Spinassé/Folhapress)

FOLHAPRESS - O presidente da CPI da Covid-19, senador Omar Aziz (PSD-AM), confirmou que foi informado de que o ex-ministro Eduardo Pazuello não participará presencialmente da sessão prevista para esta quarta-feira (5). Pazuello era o depoimento mais aguardado pelos membros da CPI e sua fala preocupa o Palácio do Planalto.

Segundo Aziz, Pazuello disse que teve contato com dois coronéis no fim de semana que tiveram a confirmação do diagnóstico para a Covid-19. Pazuello já foi infectado pelo coronavírus. Aziz, no entanto, afirmou que o comunicado ainda não é oficial.

O presidente da comissão já vem articulando para que a sessão que ouviria o também ex-ministro Nelson Teich, na tarde desta terça-feira (4), seja remarcada para o dia seguinte, em substituição a Pazuello.