Presidente da CPI suspende sessão após discussão entre senador e ministro Queiroga

·1 minuto de leitura
***FOTO DE ARQUIVO*** BRASÍLIA, DF,  11-05-2021 - O ministro Marcelo Queiroga (Saúde). (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
***FOTO DE ARQUIVO*** BRASÍLIA, DF, 11-05-2021 - O ministro Marcelo Queiroga (Saúde). (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O presidente da CPI da Covid, senador Omar Aziz (PSD-AM), decidiu suspender a sessão após uma discussão entre o senador Otto Alencar (PSD-BA) e o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, nesta terça-feira (8).

Otto inicialmente questionou datas de intervalo recomendadas entre a primeira e a segunda dose, que seriam diferentes entre a bula das imunizações e o intervalo recomendado pelo Ministério da Saúde.

Em seguida, o senador também questionou quem editou a norma técnica que recomendou que gestantes que tomaram a primeira dose da AstraZeneca pudessem tomar a segunda dose de qualquer outro laboratório.

O ministro respondeu que a norma era do PNI (Programa Nacional de Imunizações), mas o senador rebateu aos gritos afirmando que quem tinha assinado era Francielli Fantinato.

Fantinato, na verdade, é a diretora do PNI.

Teve então um início de tumulto, no qual o senador gritou para o ministro "falar a verdade" e que a "ciência não pode mentir". Otto depois afirmou que não chamou o ministro de mentiroso.

Após pequeno intervalo, a sessão foi retomada.