Presidente da CVC renuncia ao cargo

Agência CVC no Centro do Rio

RIO - O presidente da CVC, Luiz Fernando Fogaça, apresentou pedido de renúncia ao cargo, com desligamento das funções a partir do próximo dia 30 de março. Ele será substituído por Leonel Andrade, ex-presidente do Smiles, indicado pelo Conselho de Administração da companhia de turismo. A mudança, no entanto, precisa ser aprovada em assembleia de acionista a ser convocada nos próximos dias.

A mudança no comando ocorre menos de uma semana depois de a CVC ter informado ao mercado que encontrou indícios de erros na elaboração de suas demonstrações financeiras de 2019. Segundo a empresa, avaliação preliminar aponta que foram contabilizados de forma equivocada valores transferidos a fornecedores de serviços turísticos.

Se a avaliação se confirmar, continua a companhia, poderia ser preciso fazer ajustes no total de R$ 250 milhões no balanço da receita de vendas no período de 2014 a 2019.

Os papeis da operadora encerraram esta quinta-feira com queda de 9,83% na Bolsa, cotados a R$ 20. Ficou perto do tombo registrado na última segunda-feira, primeiro dia útil após a divulgação do fato relevante que comunicou a possível revisão do balanço, quando as ações recuaram 10,6%.