Presidente da Itália rejeita renúncia de premiê, diz a ele para se dirigir ao Parlamento

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Primeiro-ministro da Itália, Mario Draghi, durante reunião de líderes da União Europeia em Bruxelas
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

ROMA (Reuters) - O chefe de Estado da Itália rejeitou nesta quinta-feira a renúncia do primeiro-ministro do país, Mario Draghi, e pediu a ele que se dirigisse ao Parlamento para obter uma imagem clara da situação política, disse uma declaração do gabinete do presidente Sergio Mattarella.

Draghi apresentou sua renúncia após o Movimento 5-Estrelas, um partido de sua coalizão governista, não ter participado de um voto de confiança no governo.

(Reportagem de Gavin Jones e Angelo Amante)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos