Presidente da Petrobras aceita convite para compor equipe do governo de SP

Logo da Petrobras na fachada da sede da empresa, no Rio de Janeiro

Por Marta Nogueira

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O presidente da Petrobras, Caio Paes de Andrade, aceitou convite do futuro governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas, para compor a equipe do próximo governo paulista, mas continuará dando exclusiva atenção à passagem de comando que ocorrerá na companhia, informou a petroleira nesta terça-feira em fato relevante ao mercado.

No documento, a Petrobras não deu detalhes sobre até quando o presidente deverá permanecer no cargo. Seu mandato atual vai até abril de 2023, mas integrantes do governo de transição gostariam que ele renunciasse antes, para agilizar a troca de comando.

"Nas próximas semanas, o presidente Caio seguirá na sua atual função e não participará da transição em São Paulo", disse a companhia.

"Como Presidente da Petrobras, continuará dando exclusiva atenção à passagem de comando que ocorrerá na companhia, colaborando em conjunto com os demais diretores executivos para uma transição profissional, transparente e aderente às boas regras de governança."

Antes de ocupar o comando da Petrobras, Paes de Andrade era secretário especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital, do Ministério da Economia, próximo ao ministro Paulo Guedes.

Na véspera, a Reuters publicou que o ministro da Economia, Paulo Guedes, também foi convidado por Tarcísio de Freitas para integrar o próximo governo paulista, segundo fontes com conhecimento do assunto.

(Por Marta Nogueira)