Presidente do Conselho de Medicina se recusa a participar de audiência sobre cloroquina

·1 min de leitura
O relatório final da CPI da Pandemia (Foto: REUTERS/Adriano Machado)
O relatório final da CPI da Pandemia (Foto: REUTERS/Adriano Machado)
  • Presidente do CFM, Mauro Luiz de Brito Ribeiro, se recusou a participar de audiência na Câmara

  • Reunião é sobre as orientações da entidade para o tratamento da covid-19 no país

  • O CFM decidiu, porém, que iria enviar um representante e que seria uma conselheira do órgão

O presidente do Conselho Federal de Medicina, Mauro Luiz de Brito Ribeiro, se recusou a participar de audiência na Câmara sobre as orientações da entidade para o tratamento da covid-19 no país.

De acordo com informações do jornal Metrópoles, Ribeiro foi convidado, mas enviou um ofício à comissão de Fiscalização Financeira e Controle para dizer que não iria porque o Conselho “não possui competência para estabelecer protocolos de tratamento de doenças”.

O nome dele foi incluído na lista de pedidos de indiciamento do relatório final da CPI da Pandemia

A audiência no colegiado foi marcada após o deputado Jorge Solla (PT-BA) apresentar um requerimento para que os esclarecimentos fossem dados.

O CFM decidiu, porém, que iria enviar um representante e que seria a conselheira do órgão, Rosylane Nascimento das Mercês Rocha.

O objetivo da reunião da comissão é apurar uma das afirmações do presidente Jair Bolsonaro de que o governo apoiava o chamado "tratamento precoce" para tratamento da covid-19 por ser uma recomendação do CFM.

O tratamento, no entanto, é comprovadamente ineficaz para o coronavírus. 

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos