Presidente do PL, partido de Bolsonaro, reconhece que não há sala secreta no TSE

Presidente do PL, Valdemar Costa Neto (Foto: REUTERS/Adriano Machado)
Presidente do PL, Valdemar Costa Neto (Foto: REUTERS/Adriano Machado)

O presidente do PL, Valdemar Costa Neto, reconheceu nesta quarta-feira (28) que não existe “sala secreta” no TSE (Tribunal Superior Eleitoral), ao contrário do que diz o presidente Jair Bolsonaro, que concorre à reeleição pelo partido. A informação é do portal Carta Capital.

Questionado se a sala é “secreta”, Valdemar responde: “Não tem mais [sala secreta], tudo aberto”.

O ministro Alexandre de Moraes, presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), voltou a reforçar hoje que as eleições brasileiras e as urnas eletrônicas são seguras e transparentes.

A declaração foi dada quando Moraes acompanhava uma visita à sala de totalização de votos, feita por entidades, partidos e representantes do governo.

“Nós realizamos a visita para mostrar o que já é óbvio, mas sempre importante atuar com transparência. A apuração é transparente e auditável”, disse ele.

“É uma sala aberta, clara, nem secreta, nem escura”, seguiu o ministro ao falar com jornalistas.

A Sala de Totalização é um espaço com computadores em baias onde podem transitar representantes das entidades fiscalizadoras, como Ministério Público (MP), OAB, Polícia Federal, partidos políticos, forças armadas e observadores internacionais.

Veja as últimas pesquisas eleitorais para presidente:

Qual a data das Eleições 2022?

O primeiro turno das eleições será realizado no dia 2 de outubro, um domingo. Já o segundo turno – caso necessário – será disputado no dia 30 de outubro, também um domingo.

Veja a ordem de escolha na urna eletrônica nas Eleições 2022

  1. Deputado federal (quatro dígitos)

  2. Deputado estadual (cinco dígitos)

  3. Senador (três dígitos)

  4. Governador (dois dígitos)

  5. Presidente da República (dois dígitos)