Presidente do Santos revolta diretoria do Flamengo

Pagamento da venda de Bruno Henrique gerou rusga entre as diretorias (Thiago Ribeiro/AGIF)

A ótima relação entre Flamengo e Santos foi para o espaço. Tudo porque José Carlos Peres, presidente do Peixe, acusou de forma maluca o Rubro-Negro de não pagar em dia os valores da compra de Bruno Henrique. Os dirigentes do Fla negaram a dívida, apresentaram ao Blog dados comprovando os pagamentos em ordem e prometeram uma resposta à altura para Peres.

SIGA O YAHOO ESPORTES NO INSTAGRAM

A declaração do santista foi dada em uma reunião com outros presidentes de clubes paulistas: Leco pelo São Paulo, Andrés Sanchez pelo Corinthians e Maurício Galiotte pelo Palmeiras. O quarteto se encontrou nesta terça-feira, em uma churrascaria na zona oeste de São Paulo, para discutir sobre dificuldades comuns.

Leia também:

Em meio ao papo, Peres reclamou das dificuldades com o fluxo de caixa e apontou o Fla como um dos responsáveis, alegando que teve de aceitar o adiamento de uma das parcelas referentes à venda de Bruno Henrique para janeiro. Dois dirigentes confirmaram ao Blog ter ouvido isso de Peres.

“Não devemos absolutamente nada ao Santos”, retruca um rubro-negro. “A primeira parte foi paga já em janeiro, a segunda na metade do ano e a terceira já estava combinada para janeiro do ano que vem”, acrescenta.

Bruno Henrique foi comprado por R$ 23,6 milhões. De acordo com o último balanço financeiro do Fla, resta pagar R$ 9,5 milhões da parcela de janeiro de 2020. Importante: a prestação de julho teve um abatimento de R$ 5,5 milhões por causa do repasse de Uribe do Rubro-Negro para o Santos.

O curioso é que Peres já havia dito a seus jogadores que o Flamengo não estava com suas obrigações em dia para justificar um atraso no pagamento dos salários. A informação foi confirmada ao Blog por um membro da comissão técnica alvinegra.

Ao longo do ano, Flamengo e Santos fizeram vários negócios. Hoje, por exemplo, a dupla de ataque do Fla é formada por ex-santistas: Bruno Henrique e Gabigol. Na ida de Bruno à Gávea, o Peixe ainda ficou por empréstimo com Jean Lucas, que acabou vendido meses depois para o Lyon - a transferência rendeu 8 milhões de euros exclusivamente ao Flamengo.

Além de Uribe, o campeão da Libertadores também cedeu o lateral-direito Pará ao Santos. Embora jogue com um pouco mais frequência que o colombiano, Pará é outro que não encantou na Vila Belmiro.

Siga o Yahoo Esportes

Twitter | Flipboard | Facebook | Spotify | iTunes | Playerhunter