Presidente do Senado, Rodrigo Pacheco fica 2h em fila para votar em BH

Presidente do Senado sofreu com a fila para votar (AP Photo/Eraldo Peres)
Presidente do Senado sofreu com a fila para votar (AP Photo/Eraldo Peres)
  • Rodrigo Pacheco ficou mais de duas horas em fila para votar neste domingo (2)

  • O presidente do Senado sofreu com as longas esperas em Belo Horizonte

  • Ele preferiu não revelar quem receberia seu voto para a presidência

Presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD) sofreu com as longas filas encontradas por todo o Brasil nas eleições deste domingo (2). Foram mais de duas horas de esperar para registrar seus votos em Belo Horizonte.

Rodrigo chegou à Escola Santo Tomás de Aquino no início da tarde e, após muito tempo na fila, chegou à urna eletrônica.

"Voto secreto"

Em breve contato com a imprensa, segundo o g1, o político afirmou que votaria nos candidatos de seu partido: Alexandre Silveira, para o Senado, e Alexandre Kalil, para o Governo de Minas Gerais.

Questionado sobre quem seria sua opção para a Presidência da República, porém, Rodrigo desconversou. "O voto é secreto", limitou-se a dizer.