Presidente de El Salvador anuncia que tentará reeleição em 2024

O presidente de El Salvador, Nayib Bukele, anunciou na quinta-feira que buscará a reeleição em 2024.

"Depois de conversar com minha esposa Gabriela e com minha família, anuncio ao povo salvadorenho que decidi ser candidato à presidência da República", disse o presidente em mensagem transmitida em cadeia nacional de rádio e televisão na data do 201º aniversário da independência do país.

Nas eleições gerais de 2024, os salvadorenhos escolherão o presidente e definirão uma nova Assembleia Legislativa, assim como os representantes dos 262 conselhos municipais.

Bukele reconheceu que "mais de um país desenvolvido não concordará com a decisão" de uma nova candidatura para um mandato de cinco anos.

"Mas não são eles que decidirão, e sim (...) o povo salvadorenho", disse o presidente, que tem grande popularidade, segundo várias pesquisas.

Em 2021, a Câmara Constitucional da Corte Suprema de Justiça (CSJ) de El Salvador emitiu uma resolução que permite a reeleição presidencial imediata, apesar da opinião de vários especialistas de que a Carta Magna proíbe a possibilidade.

Apesar de ter um forte apoio popular interno, Bukele mantém uma relação tensa com o governo dos Estados Unidos, antigo aliado do país.

A já complicada relação do salvadorenho com o presidente Joe Biden ficou ainda mais arranhada em maio de 2021, quando Bukele, com a ajuda de seus aliados no Congresso, destituiu magistrados de um câmara da Corte Suprema e o o procurador-geral, o que foi considerado "antidemocrático" pelos Estados Unidos.

ob/dl/fp