Presidente do Irã celebra saída de Trump

·1 minuto de leitura
Presidente do Irã, Hassan Rohani, celebra fim do mandato de Donald Trump

O presidente iraniano, Hassan Rohani, disse nesta quarta-feira (16) estar "muito feliz" com a saída de Donald Trump da Casa Branca e chamou o presidente dos Estados Unidos de "tirano" e "terrorista".

Trump retirou os EUA, em 2018, do acordo firmado três anos antes com Teerã para evitar que adquirisse armas nucleares. O republicano alega que o pacto é insuficiente.

Desde então, restabeleceu e depois endureceu as sanções contra o país, em um contexto de tensões com seus aliados europeus, que pretendem preservar o acordo.

Irã e Estados Unidos estiveram duas vezes à beira da guerra desde junho de 2019.

"Alguns dizem que estamos superexcitados com a chegada de [Joe] Biden. Não, não estamos, mas estamos muito felizes que Trump vá embora", disse Rohani, em uma reunião de gabinete transmitida pela televisão.

"Graças a Deus que estes são seus últimos dias", acrescentou ele, chamando Trump de "tirano", "o presidente mais indisciplinado e sem lei" e um "terrorista e assassino".

Desde o anúncio da vitória de Biden nas eleições de 3 de novembro, o governo Rohani deu sinais de abertura para o futuro presidente dos EUA. O democrata já manifestou o desejo de que seu país volte ao acordo de Viena.

Biden assume a Presidência em 20 de janeiro.

O Irã é o país mais afetado no Oriente Médio pela pandemia da covid-19 e alega que as sanções dos Estados Unidos impediram-no de obter vacinas.

Em tese, alimentos e remédios estão isentos de sanções, mas, na prática, os bancos internacionais tendem a rejeitar transações que envolvam o Irã para evitar se expor a possíveis litígios.

amh/kam/hj/bfi/pc/zm/tt