Presidente de Israel inicia reuniões com partidos para formar governo

O presidente israelense, Isaac Herzog, iniciou três dias de negociações nesta quarta-feira (9), com representantes dos partidos políticos eleitos em 1º de novembro, visando à formação de um novo governo.

O bloco de direita do ex-primeiro-ministro Benjamin Netanyahu e seus aliados de extrema direita e ultraortodoxos conquistaram a maioria na eleição (64 cadeiras de 120), à frente do partido liderado pelo centrista Yair Lapid (54 cadeiras).

O presidente Herzog, cujo papel é amplamente simbólico, começou a se reunir na tarde de hoje com representantes do partido Likud, de Netanyahu.

Suas negociações com os vários partidos continuarão até sexta-feira, e Herzog provavelmente nomeará o ex-primeiro-ministro no domingo para formar um governo.

"Queremos que Benjamin Netanyahu forme um governo de direita estável por pelo menos quatro anos", declarou a deputada Miri Regev, que é próxima de Netanyahu, durante a reunião com o presidente israelense.

Netanyahu, que se reuniu nos últimos dias com os líderes dos partidos de sua aliança, terá 28 dias para formar sua equipe ministerial e, se necessário, mais 14 dias.

Seu governo pode ser o mais direitista da história de Israel, após a quinta eleição em três anos e meio.

Segundo a imprensa israelense, Isaac Herzog tentou convencer o primeiro-ministro Yair Lapid e o ministro da Defesa Benny Gantz – rivais de Netanyahu – a formar um gabinete de unidade com o vencedor das eleições para impedir a entrada no governo de figuras de extrema direita, como Itamar Ben Gvir, do partido Força Judaica.

O presidente negou esta informação, afirmando, nesta quarta-feira, "não ter promovido a criação de um governo específico".

"Deixo essa tarefa para o sistema político e somente para ele", ressaltou.

jjm/cgo/feb/mab/mar/aa/tt