Presidente do México diz que entregou carta a Biden intercedendo por Assange

O presidente do México, Andrés Manuel López Obrador, disse, nesta segunda-feira (18), que entregou uma carta a Joe Biden intercedendo pelo fundador do WikiLeaks, Julian Assange, que espera para ser extraditado do Reino Unido aos Estados Unidos para responder por acusações de espionagem.

"Deixei uma carta ao presidente Biden sobre Assange [...] lhe explicando que Assange não cometeu nenhum crime grave. Ele não causou a morte de ninguém, não violou nenhum direito humano e exerceu sua liberdade", revelou o líder mexicano em sua coletiva de imprensa habitual.

No documento, López Obrador - que visitou Biden em Washington na semana passada - afirma que deter Assange "representaria uma afronta permanente à liberdade de expressão e à liberdade".

O chefe de Estado mexicano também reiterou sua oferta de oferecer "proteção e asilo" ao australiano de 50 anos.

López Obrador ressaltou que Biden ainda não respondeu à carta. "Tenho que ser respeitoso, tenho que esperar que ele analise [a carta] e se dê o devido tempo", acrescentou.

Assange pode ser condenado nos Estados Unidos a 175 anos de prisão por ter divulgado, em 2010, na plataforma WikiLeaks, mais de 700.000 documentos confidenciais sobre as atividades militares americanas, especialmente no Iraque e no Afeganistão.

A Justiça dos EUA o denunciou por "espionagem" em maio de 2019, em virtude de uma lei aprovada em 1917 para impedir a divulgação de informações confidenciais em tempos de guerra.

Assange foi detido pela polícia britânica em 2019 após refugiar-se durante sete anos na embaixada do Equador em Londres e, desde então, permanece detido na prisão de alta segurança de Belmarsh, perto da capital britânica.

Em 17 de junho, o governo britânico anunciou que firmou o decreto para sua extradição aos Estados Unidos, uma decisão da qual Assange recorreu em 1º de julho.

jla/llu/rpr/am

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos