Presidente mexicano não vai à Cúpula das Américas após exclusão de Cuba, Nicarágua e Venezuela

O presidente do México, Andrés Manuel López Obrador, informou nesta segunda-feira que não participará da Cúpula das Américas porque o anfitrião, os Estados Unidos, não convidou todos os governos da região.

Contexto: Prioridades diferentes afastam Biden de líderes regionais na Cúpula das Américas

Cúpula das Américas: EUA querem 'dividir responsabilidade' sobre fluxo migratório, incluindo com Brasil

Excluído: EUA não convidariam governo Maduro para a Cúpula das Américas 'de jeito nenhum'

— Não vou à cúpula porque nem todos os países das Américas estão convidados e acredito na necessidade de mudar a política que se impõe há séculos, a exclusão — disse, acrescentando que o México será representado pelo ministro das Relações Exteriores, Marcelo Ebrard.

Paralelamente, uma autoridades do governo americano confirmou à AFP que Cuba, Nicarágua e Venezuela foram excluídos da lista de convidados do evento, que começa nesta segunda-feira em Los Angeles, Califórnia.

— Os Estados Unidos seguem tendo reservas sobre a falta de espaços democráticos e a situação dos direitos humanos em Cuba, Nicarágua e Venezuela. Como consequêcia, Cuba, Nicarágua e Venezuela não serão convidados a participar da Cúpula — disse à AFP.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos