Presidente do Panamá é diagnosticado com tipo de câncer sanguíneo de "baixo risco", diz esposa

CIDADE DO PANAMÁ (Reuters) - O presidente do Panamá, Laurentino Cortizo, sofre de um tipo de doença sanguínea rara de baixo risco conhecida como síndrome mielodisplásica, disse sua esposa Yazmín Colón neste domingo, após a realização de exames nos Estados Unidos.

A síndrome mielodisplásica é considerada um tipo de câncer que afeta a capacidade do corpo de produzir células sanguíneas saudáveis na medula óssea, de acordo com a Sociedade Americana de Câncer.

"Boa notícia", disse ela em uma mensagem de áudio compartilhada com a imprensa local. "Ele tem mielodisplasia, mas de baixo risco". A Reuters confirmou a autenticidade do arquivo.

Cortizo havia viajado com sua esposa para os Estados Unidos há uma semana para realizar os exames. A condição foi detectada pela primeira vez no mês passado, mas Cortizo disse que buscaria uma segunda opinião.

(Reportagem de Elida Moreno na Cidade do Panamá)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos