Presidente do PDT diz que suspensão de pré-candidatura de Ciro Gomes 'perdeu o efeito'

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

BRASÍLIA - O presidente do PDT, Carlos Lupi, afirmou nesta quarta-feira que a suspensão da pré-candidatura de Ciro Gomes à presidência da República perdeu o o objeto porque os deputados do partido votaram de acordo com a orientação do diretório nacional no segundo turno da PEC dos Precatórios, na Câmara dos Deputados.

— A suspensão perdeu o efeito com todos os deputados do partido votando com a orientação do partido. Ciro já está de volta — disse Lupi.

No primeiro turno da PEC dos Precatórios, na madrugada de quinta-feira, 15 deputados do PDT apoiaram a aprovação da Proposta de Emenda à Constituição, contra apenas seis rejeições. Na noite desta terça, no segundo turno, o cenário foi o inverso: 20 deputados rejeitaram a PEC, enquanto apenas cinco votaram a favor da medida.

Segundo Lupi, "todos que votaram a favor (da PEC) estão aguardando a janela (partidária) para sair ou aguardando decisão da justiça" para trocar de legenda.

Na tarde desta quarta, Ciro anunciou, pelo Twitter: "estamos de volta".

Em entrevista à CNN, ele disse que "volta à luta" porque seus companheiros de partido deram "um sinal muito generoso e corajoso e só fazem esse tipo de gesto aqueles que têm compostura".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos