Presidente de Portugal dá negativo para covid-19 após teste positivo

·1 minuto de leitura
Marcelo Rebelo de Souza, presidente de Portugal, em foto de 2 de novembro de 2020

O presidente português, Marcelo Rebelo de Sousa, que aspira a um segundo mandato, foi diagnosticado negativo para coronavírus, após um primeiro teste ter sido positivo - anunciou a Presidência nesta terça-feira (12).

"O resultado do teste realizado esta noite (...) foi negativo. O presidente se mantém isolado e espera a realização de um teste de confirmação", informa um comunicado.

A Presidência havia anunciado na segunda-feira à noite que o chefe de Estado, de 72 anos, havia sido diagnosticado positivo e estava "assintomático". Rebelo de Sousa foi isolado na parte residencial do palácio presidencial, em Lisboa, conforme sua assessoria.

Ele é o grande favorito da eleição presidencial prevista para 24 de janeiro.

Iniciada oficialmente no domingo, a campanha eleitoral dos sete candidatos em disputa já havia sido reduzida ao mínimo possível.

Com 122 óbitos em 24 horas e cerca de 4.000 hospitalizados, a pandemia de covid-19 registrou novos recordes em Portugal na segunda-feira.

O primeiro-ministro, António Costa, informou que o governo socialista se prepara para anunciar na quarta-feira "algo muito parecido com o primeiro confinamento de março".

"Penso que não há alternativa ao confinamento geral", advertiu o chefe de Estado no sábado, durante um debate eleitoral.

As pesquisas de opinião preveem a reeleição do presidente conservador no primeiro turno do pleito, marcado pela ausência de um candidato oficialmente apoiado pelos socialistas no poder.

Na quarta-feira passada, Rebelo de Sousa esteve algumas horas em "isolamento preventivo" depois de saber que uma pessoa de seu entorno havia testado positivo, embora o presidente tenha testado negativo. Ele ficou em quarentena, pois o contato com a pessoa afetada foi considerado de "baixo risco".

tsc/fjb/jvb/mvv/tt