Presidente do STF presta solidariedade às vítimas das enchentes na Bahia

·1 min de leitura

BRASÍLIA — O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Fux, prestou nesta terça-feira solidariedade com os desabrigados e com as famílias das vítimas das enchentes que assolam a região sul da Bahia e disse que o Judiciário está pronto para atuar na garantia à assistência à população afetada.

"O Poder Judiciário, por meio do Observatório dos Direitos Humanos do Poder Judiciário, se coloca à disposição para atuar até o limite de suas competências e garantir a assistência e o apoio necessários para que o povo baiano supere esse momento difícil e que a população do Estado se recupere, com dignidade e celeridade", disse Fux por meio de nota publicada pela assessoria de comunicação do STF.

Desde novembro, mais de 60 mil pessoas ficaram desalojadas ou feridas em 116 municípios do estado e, pelo menos, 20 morreram.

O presidente Jair Bolsonaro (PL), que não tem previsão de sobrevoar a área e vem sendo alvo de críticas por estar em férias em Santa Catarina, anunciou na noite de segunda-feira a liberação de R$ 200 milhões para a região.

Nesta terça, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, e os ministros do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, e da Cidadania, João Roma, sobrevoaram as regiões mais afetadas pelas fortes chuvas e deram uma entrevista coletiva.

Presente na reunião, o governador da Bahia, Rui Costa (PT), destacou que a medida provisória que abriu crédito extraordinário para o Ministério da Infraestrutura não prevê recursos apenas para a Bahia, e fez um apelo para receber mais verbas. Os recursos serão utilizados para reconstruir rodovias também no Amazonas, em Minas Gerais, no Pará e em São Paulo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos