Presidente do TSE, Barroso pede que eleitores compareçam: 'Não falte a esse encontro com a história'

Leandro Prazeres
·2 minuto de leitura
Pablo Jacob / Agência O Globo
Pablo Jacob / Agência O Globo

BRASÍLIA — O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, pediu que a população compareça às urnas e não deixe de votar. Em pronunciamento realizado na noite deste sábado, Barroso pediu que a população “não falta a esse encontro com a história”. O pedido foi feito em pronunciamento em cadeia nacional de rádio e televisão.

— A democracia brasileira precisa de você. Não falte a esse encontro com a história — disse Barroso.

Em seu pronunciamento, Barroso fez menção aos períodos de ditadura vividos pelo país em que o voto não era livre.

— Não deixe de votar. Era triste e feio o tempo em que não tínhamos esse direito. A sua cidade e o Brasil terão a cara de quem comparecer às urnas. Para exigir, é preciso participar. Seu voto tempo der. Faça a diferença — disse Barroso.

Em meio à epidemia de Covid-19, o ministro disse que todas as medidas de segurança foram tomadas para garantir a saúde dos eleitores.

— A Justiça Eleitoral tomou as medidas necessárias para garantir a saúde de todos. Faça sua parte. Use máscara. É obrigatório — disse o ministro.

De acordo com a Justiça Eleitoral, o Brasil tem 147 milhões de eleitores aptos a votar no domingo. Neste ano, o número de candidatos bateu recorde: 546 mil pessoas vão disputar cargos de vereador, prefeito e vice-prefeito. Além das eleições municipais, ainda há a eleição suplementar para a escolha de uma vaga ao Senado em Mato Grosso.

As eleições foram adiadas em Macapá em função dos efeitos do apagão que atingiu a cidade na semana passada e que comprometeu o abastecimento de energia elétrica na capital do Amapá. As autoridades locais temiam a realização de manifestações no dia da votação e pediu o adiamento das eleições na cidade. O pedido foi atendido por Barroso.