Presidente ucraniano critica chefe da ONU por ir a Moscou antes de Kiev

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, gesticula enquanto fala durante uma entrevista coletiva após suas conversas com o presidente do Conselho Europeu em Kiev, em 20 de abril de 2022 (AFP/Sergei SUPINSKY) (Sergei SUPINSKY)
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, criticou neste sábado (23) a decisão "sem lógica" do secretário-geral da ONU, Antonio Guterres, de ir a Moscou na próxima semana antes de Kiev.

"É simplesmente errado ir primeiro para a Rússia e depois para a Ucrânia", disse Zelensky em coletiva de imprensa, referindo-se à agenda de Guterres, que planeja viajar para Moscou na terça-feira e Kiev na quinta-feira. "É uma decisão sem nenhuma justiça nem lógica", criticou.

"A guerra está na Ucrânia, não há corpos nas ruas de Moscou. Seria lógico ir primeiro à Ucrânia e ver as pessoas, ver as consequências da ocupação", antes de visitar a Rússia, defendeu o líder ucraniano.

Na Ucrânia, Guterres deve se reunir com equipes da agência da ONU na região "para discutir o aumento da assistência humanitária aos ucranianos".

Desde que o secretário-geral da ONU afirmou que a Rússia estava violando a Carta da ONU ao enviar tropas para a Ucrânia, o presidente russo se recusou a ter qualquer contato com ele.

Guterres também não teve muito contato com o líder ucraniano. Eles só conversaram por telefone em 26 de fevereiro, dois dias após o início da ofensiva russa.

Na terça-feira, Guterres denunciou a nova ofensiva russa no leste da Ucrânia e pediu a ambos os lados que encerrem os combates para garantir uma "trégua humanitária" de quatro dias para a Páscoa ortodoxa, que cai no domingo.

dg-ant/rbj/cls/pvh/js/eg/ic/gf/ic

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos