Presidente ucraniano impõe sanções a Putin e aliados

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelenskiy, durante entrevista coletiva em Kiev
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

(Reuters) - O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelenskiy, assinou um decreto que impõe sanções, incluindo congelamento de ativos e proibições de viagem, ao presidente da Rússia, Vladimir Putin, e a dezenas de autoridades russas do primeiro escalão, afirmou o website do político ucraniano nesta quinta-feira.

As autoridades sancionadas incluem o porta-voz de Putin, Dmitry Peskov, o primeiro-ministro, Mikhail Mishustin, o ministro veterano das Relações Exteriores, Sergei Lavrov, e o ministro da Defesa, Sergei Shoigu.

As sanções, impostas no quarto mês da invasão russa da Ucrânia, iniciada no dia 24 de fevereiro, parecem ter efeito prático improvável, além do simbolismo.

Nas primeiras fases da guerra, Zelenskiy disse que estava buscando uma reunião com Putin, uma ideia minimizada pelo Kremlin, que disse que ainda havia muitas negociações de paz preparatórias a serem feitas antes pelas delegações dos dois países.

As conversas de paz estão hoje paralisadas, e a Ucrânia pressiona a União Europeia pela imposição de um sétimo pacote de sanções contra Moscou.

"Dado que o objetivo da Rússia parece ser lutar contra a Ucrânia até o último russo, a pressão das sanções, é claro, precisa ser aumentada", afirmou o ministro ucraniano das Relações Exteriores, Dmytro Kuleba, na quarta-feira.

(Reportagem de Max Hunder)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos