Presidente ucraniano se declara cansado do escândalo com Trump

(Arquivo) O presidente dos EUA, Donald Trump, e o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, falam durante uma reunião em Nova York

O presidente ucraniano Volodimir Zelenski disse, nesta terça-feira, que está cansado do escândalo sobre as supostas pressões que o governo de Donald Trump teria exercido sobre ele e que obscurecem as relações bilaterais.

Respondendo durante uma coletiva de imprensa a uma pergunta sobre se ele estava disposto a iniciar, a pedido de Trump, uma investigação contra o grupo ucraniano Burisma, vinculado ao rival democrata Joe Biden, Zelenski disse: "Todos na Ucrânia estão muito cansados do Burisma".

"Em nosso país, somos independentes, temos nossos próprios problemas", acrescentou.

As relações entre Zelenski, que chegou ao poder em maio, e a Casa Branca, estão no centro da tempestade política que está abalando os Estados Unidos e provocaram a abertura de um julgamento político contra Trump.

Os democratas suspeitam que Trump tenha abusado de seu poder para fins políticos pessoais e prometeu ajuda militar de US$ 400 milhões à Ucrânia, em troca de uma investigação contra Hunter Biden, filho de Joe Biden, que aspira à presidência do país em 2020.

A investigação visaria a fornecer mais informações sobre as atividades de Hunter Biden enquanto ele ocupava uma posição na gigante da produção de gás Burisma.

A Ucrânia, no olho do furacão, quer manter boas relações com todos os líderes americanos, uma vez que Washingotn é um apoio fundamental no conflito que mantém com a Rússia.