Preso é pego com drogas no estômago após dia de visita em presídio de Gericinó

Após dia de visita na unidade prisional Serrano Neves — antigo Bangu 3 —, no Complexo de Gericinó, neste domingo, agentes penitenciários encontraram diversos tipos de drogas no estômago de um preso, que engoliu o material para tentar escapar à revista. Ele não contava, no entanto, que, desconfiados, os guardas iriam optar em usar o scanner, que fica na portaria do presídio. Outros entorpecentes também foram encontrados com detentos durante pente fino.

De acordo com a Secretaria de estado de Administração Penitenciária (Seap), no estômago de Jefferson de Andrade da Conceição tinham oito saquinhos de maconha e 34 embalagens de plástico com uma pasta resinosa preta — material que pode ser usado na produção de drogas. Durante revista pessoal no retorno do pátio de visitas, os agentes encontraram um saquinho de maconha, também, com um preso identificado como Rafael Guerreiro. Eles foram levados à delegacia para registro da ocorrência.

Numa outra revista, no banheiro do pátio de visitas, os inspetores encontraram ainda 22 sacos da mesma pasta resinosa preta e 950 comprimidos de cor azul, que a Seap acredita, são frutos de contrabando.