Preso integrante de quadrilha acusada de explosões e roubo a caixas eletrônicos no RJ

Após roubar caixas de banco, homem foi preso no Rio (Getty)
Após roubar caixas de banco, homem foi preso no Rio (Getty)

Foi preso na noite desta terça-feira (1º) mais um suspeito de integrar uma quadrilha responsável por diversas explosões e roubos a caixas eletrônicos no Rio de Janeiro.

A prisão foi realizada durante uma ação integrada das Polícias Civil, Militar e Federal.

O suspeito, Wallace Melo dos Santos, de 31 anos, foi preso enquanto estava internado em um hospital no Centro do Rio. Outros integrantes da mesma quadrilha foram presos em setembro.

Os dois foram identificados, por meio de investigações conduzidas pela Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), em conjunto com a Delegacia de Repressão a Crimes Contra o Patrimônio (Delepat) da Polícia Federal.

Segundo as investigações, o homem participou de um roubo ocorrido no dia 28 de junho, quando funcionários de uma empresa de transporte de valores realizavam a manutenção de um Caixa Eletrônico numa Farmácia da Rua Oliveira Ribeiro, em Padre Miguel.

Utilizando fuzis, pistolas, coletes, luvas, toucas e vestidos com camisas da Polícia Civil, os criminosos renderam os vigilantes que faziam a escolta, roubando mais de R$ 380 mil e as armas dos vigilantes. A ação durou menos de um minuto.

Ainda de acordo com as investigações, a quadrilha foi responsável, entre junho e setembro, pela explosão de agências bancárias no Rio de Janeiro e na Baixada Fluminense. A investigação apontou que a organização criminosa atuou com cerca de 15 homens portando fuzis.

Nas ocasiões, os homens roubaram veículos, fizeram reféns, subtraíram bens pertencentes a instituições financeiras, detonaram artefatos explosivos, resistiram à prisão, inabilitaram estruturas de segurança e proteção, bloquearam vias de acesso e, para empreender fuga, dispararam contra policiais militares.